Design Italiano

 Buonanotte! Vamos falar do Design Italiano, famoso por seus móveis, utensílios, carros, moda, gráficos etc.

A Itália teve um número incomum de publicações em revistas, jornais, exposições, filmes e todo tipo de mídia possível, além de posteriormente o famosão ‘boca a boca’só fazer crescer a fama do design Italiano.

O bel design italiano também teve papel de destaque nessa história, acredito ser a Cadeira dobrável Plia, de Giancarlo Piretti, um ótimo exemplo de como observação de estrutura associada à utilização de novos materiais podem levar ao sucesso. A cadeira já vendeu mais de 3 milhões de unidades desde sua criação. Tudo bem que você pensa em coisas mais glamurosas quando pensa em design italiano, mas há de convir que 3 milhões de cadeiras vendidas é um megasucesso do design.

Cadeira dobrável Plia, Giancarlo Piretti. Fonte: http://www.stylepark.com/en/haworth/plia

A história do design italino foi marcada pela formação de vários grupos como Superstudio, Archizoom Associati, Grupo 9999, Grupo Strum, Design-conceito e Global Tools.  O superstudio foi formado por arquitetos, em Florenca, como um grupo de radicais. Não é muito fácil encontrar material sobre o 9999 na internet, ainda mais com os resultados de busca apontando para 9999 gold e numeros de telefone. Apesar disso, graças ao Burdek, sabemos da parceria entre os dois grupos (9999 e superstudio) para criação de uma escola de arquitetura conceitual, e ambos projetavam valorizando fachadas.

Alberto Antoniazzi, designer gráfico italiano atualmente produzindo para a MTV, cria ilustrações atuais, divertidas e lúdicas, Vale a pena dar uma olhada no portifólio aqui

A entrada da Alessi no mercado dando vida a projetos de produtos de designers italianos (ou não), como Philip Stark, Stefano Giovannoni, Naoto Fukasawa, e muitos outros (lista dos designes disponível no site da Alessi) provavelmente foi um dos pontos mais marcantes no design italiano de produtos, não é a toa a adoração pelos produtos da Alessi tanto por profissionais da área, quanto por consumidores em geral. Por exemplo, se você, como eu, quer comprar um Juicy Salif para ser mais feliz, a Alessi store vende. *-*

Ferrari 599 GTO. Fonte: ferrari.com

No setor automobilístico destacam-se Fiat, Ferrari, Lancia, Lamborghini, Masserati, Piaggio. Apesar de não entender muito de carros, posso afirmar que a Ferrari é consolidada sonho de consumo presente no imaginário de crianças e adultos.

Em escritório, a Olivetti, que para quem não lembra (ou não viveu isso) foi super pioneira em fabricação de máquinas de escrever, trabalhava também com aparelhos de fax, calculadoras e outros produtos. Atualmente a empresa vende também um tablet chamado Olipad, abaixo.

Tablet OliPad 100 e Calculadora Logos804B. Fonte: olivetti.com

Na moda, Armani, Benetton, Brioni, Cerruti, Dolce & Gabanna, Gucci, Missoni, Prada, Versace, Salvatore Ferragamo, Valentino, e eu poderia continuar escrevendo outros tantos aqui. Exatamente, a Itália consegue se destacar em todas as grandes áreas de design de produtos, e muito!

Campanha Gucci 2011. Fonte: Stylerumor.com

É isso!

Design Alemão


Basta digitar o título do post e a cabeça ferve, há MUITO o que falar do design alemão, e difícil escolher, mas vamos fazer um apanhado e deixar minha vó feliz no céu por estar falando da terra de sua família.

A escola de Bauhaus foi o berço do design, a primeira escola voltada a formar profissionais da área, funcionou entre guerras primeiro em Weimar depois em Dessau,  e formou grandes nomes além de produtos consumidos e cobiçados até hoje como a cadeira Barcelona de Mies Van der Rohe, wassily, luminaria dessau, entre outros. A font bauhaus também é bastante conhecida, criada por Herbert Bayer da Bauhaus de Dessau em 1925.

Luminária de Bauhaus Dessau. Fonte: designlamps.net

Cadeira Barcelona. Fonte: Tokstok.com.br

A ULM foi a escola seguinte, de maior ciclo de vida (1947 – 1968). Ela manteve vários principios da Bauhaus e seguiu com a máxima “a forma segue a função”. O Dieter Rams pertenceu a esta escola (aquele que desenvolveu produtos para a Braun que hoje inspiram a Apple – saiba mais)

Ate os anos 80, “a forma segue a função” e uma série de empresas grandes, muitas ainda hoje no mercado, espalham o design alemão pelo mundo, inclusive merecem destaque as automobilísticas como Audi, Volkswagen, DaimlerChrysler, Porshe e Opel (que agora é da GM). O Audi TT foi o primeiro carro de design “globalizado”, a empresa o desenvolveu em conjunto parte no escritório da europa, parte em filial aberta na Califórnia. O intuito era conseguir fazer sucesso em ambos os mercados, e funcionou bem.

Após décadas de fielidade à função, após 80, a Alemanha valoriza a estética no design e, em paralelo à queda do muro de Berlim, procura por uma identidade em seu design. Uma empresa que teve sucesso na construção de uma nova imagem foi a Kahla, um fabricante de porcelana que soube abranger outras áreas e rejuvenecer. A kahla, inclusive tem uma sessão de “individuals” em sua loja online, onde o cliente pode montar a propria porcelana, escolhendo cores, desenhos, etc.

Porcelana que montei no site da Kahla. Fonte: http://www.kahla-porzellanshop.de

Personalização de produtos associada a facilidade de compra é sempre uma ótima fórmula para abranger novos mercados e pessoas novas, aprovada.

E a Famosa frase “menos é mais” é de Mies Van der Rohe.

é isso.

Referências: Burdek. História, Teoria e Prática do Design de Produtos.