no?reply

Alternate Reality Game, é uma forma de colocar o mundo da ficção dentro do mundo real, num jogo que pode envolver ferramentas e ambientes reais. Ele pode apresentar uma história paralela à de um filme, e manter um número crescente de pessoas acompanhando o que, na verdade, é uma grande mobilização de marketing.

Pontos positivos:

Tem caráter viral,
pode crescer muito através dos próprios usuários,
gera grande expectativa,
cultiva o sentimento de “fã” do filme nos info seekers,
consegue conectar várias ferramentas de web entre si e entre o mundo real

O problema é que os ARGs são tão legais mas no fim das contas as agências acham que é muito esforço e não fazem muito no Brasil :/

Anúncios

no?stalgia

Acho que esse foi o primeiro vetor que fiz no Corel (nem morta digo a versão) long time ago
Então estava agorinha vendo novamente o final de river raid ^^..
Fun can be so simple!
E lembrei do Raph Koster

Atari Rocks! - Vetor feito em Corel.

“Fun is about our brains feeling good – the release of endorphine into our system. (…) Basically, our brains are on drugs pretty much all the time”

Theory of Fun by Raph Koster

no? life

Once upon a time…

Estava na Global Game Jam, e em meio a uma conversa sobre jogos me interessei por um tal Puzzle PiraNammites.

É, fui lá só dar uma olhada como era. Minha pirata nasceu, ganhou casa, travou batalhas, entrou para uma crew, comprou sofa, pintou a casa de magenta, comprou roupas, juntou dinheiro para comprar um navio, conseguiu virar master bilge, decidiu nunca carpintar.

O nome dela é Nammi, descaradamente copiado da personagem de One Piece, mas não furta como a original. E realmente, a economia do jogo é fantástica.Também gosto do sistema de score, onde cada um apenas ganha um título e, claro, da quantidade de jogadores casuais-hardcore por lá.

Então vamos à regra de Skinner onde:
Se Juliana é Nammi no ambiente do jogo, então ela mudou de residência novamente. =D