About

Estava folheando um Kundera e li um trecho que me despertou vontade de comentar com alguém. Como estou sozinha em casa agora resolvi fazer um blog e publicar. O que justifica o nome, já que considero atitude despretensiosa.

Eis o trecho:

“(…) existe incompatibilidade entre a merda e Deus e, consequentemente, percebia a fragilidade da tese fundamental da antropologia cristã segundo a qual o homem foi criado à imagem de Deus. Das duas uma: ou o homem foi criado à imagem de Deus e então Deus tem intestinos, ou Deus não tem intestinos e  o homem não se parece com ele. (..)

A merda é um problema teológico mais espinhoso que o mal”

Milan Kundera. A Insustentável Leveza do Ser.

Mas não vou comentá-lo aqui, isso tornaria meu post intencional.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: