Design Alemão


Basta digitar o título do post e a cabeça ferve, há MUITO o que falar do design alemão, e difícil escolher, mas vamos fazer um apanhado e deixar minha vó feliz no céu por estar falando da terra de sua família.

A escola de Bauhaus foi o berço do design, a primeira escola voltada a formar profissionais da área, funcionou entre guerras primeiro em Weimar depois em Dessau,  e formou grandes nomes além de produtos consumidos e cobiçados até hoje como a cadeira Barcelona de Mies Van der Rohe, wassily, luminaria dessau, entre outros. A font bauhaus também é bastante conhecida, criada por Herbert Bayer da Bauhaus de Dessau em 1925.

Luminária de Bauhaus Dessau. Fonte: designlamps.net

Cadeira Barcelona. Fonte: Tokstok.com.br

A ULM foi a escola seguinte, de maior ciclo de vida (1947 – 1968). Ela manteve vários principios da Bauhaus e seguiu com a máxima “a forma segue a função”. O Dieter Rams pertenceu a esta escola (aquele que desenvolveu produtos para a Braun que hoje inspiram a Apple – saiba mais)

Ate os anos 80, “a forma segue a função” e uma série de empresas grandes, muitas ainda hoje no mercado, espalham o design alemão pelo mundo, inclusive merecem destaque as automobilísticas como Audi, Volkswagen, DaimlerChrysler, Porshe e Opel (que agora é da GM). O Audi TT foi o primeiro carro de design “globalizado”, a empresa o desenvolveu em conjunto parte no escritório da europa, parte em filial aberta na Califórnia. O intuito era conseguir fazer sucesso em ambos os mercados, e funcionou bem.

Após décadas de fielidade à função, após 80, a Alemanha valoriza a estética no design e, em paralelo à queda do muro de Berlim, procura por uma identidade em seu design. Uma empresa que teve sucesso na construção de uma nova imagem foi a Kahla, um fabricante de porcelana que soube abranger outras áreas e rejuvenecer. A kahla, inclusive tem uma sessão de “individuals” em sua loja online, onde o cliente pode montar a propria porcelana, escolhendo cores, desenhos, etc.

Porcelana que montei no site da Kahla. Fonte: http://www.kahla-porzellanshop.de

Personalização de produtos associada a facilidade de compra é sempre uma ótima fórmula para abranger novos mercados e pessoas novas, aprovada.

E a Famosa frase “menos é mais” é de Mies Van der Rohe.

é isso.

Referências: Burdek. História, Teoria e Prática do Design de Produtos.

Sobre Juliana Miranda
Designer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: